A AULP na sessão de acolhimento aos Estudantes da Universidade Lusófona

A AULP na sessão de acolhimento aos Estudantes da Universidade Lusófona

A AULP na sessão de acolhimento aos Estudantes da Universidade Lusófona

A 15 de novembro de 2023, a Drª Sandra Moura, responsável pelo Secretariado da AULP e o Dr. Pedro Anjos, Técnico do Programa de Mobilidade AULP a AULP, estiveram presentes na sessão de acolhimento aos Estudantes dos Países de Língua Portuguesa da Universidade Lusófona, com os estudantes dos 1ºs 2ºs e 3ºs Ciclos de Estudos, no espírito da integração e inclusão e também, para dar a conhecer as possibilidades de apoio e de concurso a bolsas.

A Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, membro da AULP desde 2023, e Instituição aderente ao Programa Mobilidade AULP, pretendeu dar a conhecer aos novos alunos a Associação das Universidades de Língua Portuguesa e o seu Programa de Mobilidade.

As sessões puderam contar com as participações da Vice-Reitora para a Internacionalização da Universidade Lusófona, Professora Doutora Isabel Babo; a Pró-Reitora para a Mobilidade da Universidade Lusófona, Professora Doutora Elisabete Pinto da Costa; a Diretora do Gabinete de Apoio às Relações Internacionais da Universidade Lusófona, Doutora Raquel Santos; a Representante do Study in Lisbon, Dr.ª Branca Neves e Representante da FCT, Centro Ciência LP, Professora Doutora Susana Catita.

Geminae

AULP presente na XXXIX Assembleia Geral da UCCLA

AULP presente na XXXIX Assembleia Geral da UCCLA

AULP presente na XXXIX Assembleia Geral da UCCLA

O Presidente da Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP), Professor Doutor João Nuno Calvão da Silva esteve presente, como Vice-Presidente da Comissão Executiva da UCCLA, na XXXIX Assembleia Geral da UCCLA, que decorreu em Fortaleza, Brasil no dia 20 de novembro.

Comissão Executiva

A Comissão Executiva, presidida no mandato em curso por Lisboa, foi representada pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas.

Os demais membros da Comissão Executiva presentes, a AULP – Associação das Universidades de Língua Portuguesa, representada por João Nuno Calvão da Silva; Cascais, por Carlos Carreiras; e Luanda, por Alcrésia Cavala. A outra cidade membro da Comissão Executiva, Díli, por razões justificadas, não pôde estar presente.

A prefeitura de Fortaleza esteve presente na reunião da Comissão Executiva através do seu vice-prefeito Élcio Baptista, assessorado pela equipa do gabinete da Prefeitura que acompanhou, desde o início, a preparação da XXIX Assembleia Geral, em articulação com a UCCLA. Embora sem direito a voto, o Secretário-geral da UCCLA, Vitor Ramalho, participou também na reunião da Comissão Executiva.

Considerando que Lisboa preside à Comissão Executiva no mandato que só cessará na próxima Assembleia Geral de 2024, estiveram também presentes o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Filipe Anacoreta Correia, o Secretário-geral da Câmara Municipal de Lisboa, Alberto Laplaine Guimarães, e os colaboradores da autarquia de Lisboa Francisco Pinto Machado, Amishe Laxmidas e João Aguiar.

Nos termos estatutários, coube à Comissão Executiva propor e aprovar os vários pontos da Ordem de Trabalhos, que viriam a ser aprovados por unanimidade.

Os pontos aprovados foram os seguintes:

1- Aprovação da ata da Assembleia Geral anterior realizada em 27-10-2022;
2- Aprovação do Relatório e Contas referente a 2022;
3- Aprovação do Plano de Atividades de 2023;
4- Aprovação de duas Moções, a primeira de reconhecimento pela eficácia da organização da Prefeitura de Fortaleza e do acolhimento aos representantes das 30 entidades associadas da UCCLA presentes. A segunda de pesar pelo falecimento, no dia 19 de novembro, da cantora Sara Tavares, que tanto prestigiou, nacional e internacionalmente, a música lusófona, tendo sido merecedora de vários prémios; e, finalmente, de uma declaração sobre o projeto Metamarfose, uma iniciativa da UCCLA com interação on line, propiciando a divulgação por todas as cidades associadas da UCCLA de atividades ligadas ao mar, através de um sitio próprio, criado para o efeito;
5- Aprovação dos pedidos de adesão à UCCLA das cidades de Talatona e Viana (Angola), São Paulo (Brasil) e da empresa GEBALIS, de Portugal, aprovando-se ainda a exoneração do BPC-Banco de Poupança e Crédito de Angola;
6- Foram, ainda, aprovadas alterações estatutárias que permitem, sempre que necessário, a convocação e realização de Assembleias Gerais da UCCLA por via on line;
7- Tendo a Região Autónoma do Governo Regional do Príncipe proposto que a próxima Assembleia Geral, a realizar em 2024, tenha lugar na Ilha do Príncipe, foi esta aprovada também por unanimidade;
8- Foi deliberado, ainda, que a ata da presente Comissão Executiva seja enviada a todos os seus membros.
Intervieram todos os representantes dos membros da Comissão Executiva, com sugestões para retificação de pontos da ata anterior, que foram considerados, mas também relevando a importância da implementação de projetos sobre educação ambiental, educação inclusiva e valorização do património histórico das cidades (intervenção da representante de Luanda), ainda do significado de, em 2025, a UCCLA perfazer 40 anos d existência, efeméride que deve merecer particular atenção a iniciativas, devendo-se ponderar a criação de escolas de gestão pública para reforço da formação de quadros administrativos locais, tendo em atenção a importância do planeamento e desenvolvimento das cidades (intervenção de Fortaleza), merecendo a hospitalidade de Fortaleza e a organização que promoveu para a realização da Assembleia Geral, referências especiais (intervenção de Cascais).

O Presidente da AULP, Professor João Nuno Calvão da Silva, sublinhou a importância do aprofundamento e da dinamização da língua portuguesa, com projetos que a reforcem e a excelência do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido.

O presidente da Comissão Executiva, que na abertura dos trabalhos incentivou o Secretário-geral da UCCLA a fundamentar e a informar os vários pontos propostos na Ordem de Trabalhos, legitimou que, para além dos que constam dos documentos previamente distribuídos, fossem abordados, como muito relevantes, os que têm a ver com a aprendizagem ao longo da vida, ação que a Câmara Municipal de Lisboa vai dinamizar e publicamente apresentar, mas também todos o que respeitam à formação profissional e a articulação da UCCLA com a Câmara Municipal de Lisboa, e que mereceu a outorga de um protocolo entre as duas entidades.

Foram passados em revista os projetos que a UCCLA tem em curso em várias cidades de língua portuguesa associadas, desde Díli a Bissau, passando pela Ilha de Moçambique e também as inúmeras iniciativas de natureza cultural que para o próximo ano, 2024, em que ocorrerá o 50.º aniversário do 25 de Abril, terão iniciativas evocativas desta data.

Por fim, relevou-se o papel das plataformas que a UCCLA utiliza para a divulgação de toda a sua atividade em tempo real, com a ocorrência das iniciativas que se realizam presencialmente.

Assembleia Geral

Sessão de abertura

A anteceder o início dos trabalhos da Assembleia Geral, a prefeitura de Fortaleza convidou várias personalidades e instituições para estarem presentes na sessão de abertura, em que tomou a palavra o prefeito de Fortaleza, José Sarto, o vice-prefeito, Élcio Baptista, um alto responsável do Governo do Ceará, Artur Bueno, o Secretário-geral da UCCLA, Vítor Ramalho, todos integrantes da Mesa, tal como o vice-presidente da Câmara de Lisboa, Filipe Anacoreta Correia.
Após a sessão de abertura teve lugar um almoço oferecido pela prefeitura de Fortaleza, num aprazível espaço contiguo à sede da prefeitura.
Pelas 14 horas, o prefeito José Sarto, acompanhado do vice-prefeito, recebeu o Secretário-geral da UCCLA e de seguida o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, tendo com ambos trocado ofertas.

Assembleia

A Assembleia Geral foi presidida pelo responsável do município de Maputo, Eneas Comiche, tendo feito uma intervenção inicial a abrir os trabalhos e dando a palavra de seguida ao presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, ao vice-prefeito, Élcio Baptista, e, por fim, ao prefeito de Fortaleza, José Sarto.
Foi cumprida a Ordem de Trabalhos, com intervenções de quase todos os presentes, enquanto representantes de entidades associadas da UCCLA, sendo todos os pontos aprovados por unanimidade e alguns por aclamação.

Jantar

À semelhando do que sempre sucede nas Assembleias Gerais da UCCLA, esta ofertou um jantar a todos os participantes, num restaurante local.

Reuniões técnicas

No dia 21 de novembro, a prefeitura de Fortaleza organizou para todos os participantes que assim o entendessem, encontros técnicos com visitas, procurando dinamizar o aprofundamento de relações bilaterais e multilaterais com as entidades participantes, o que mereceu acolhimento a ser seguido em futuras iniciativas.

 

 

 

Geminae

Reitor Universidade de Luanda visita Sede AULP

Reitor Universidade de Luanda visita Sede AULP

Reitor Universidade de Luanda visita Sede AULP

A Associação das Universidades de Língua Portuguesa – AULP recebeu no dia 21 de novembro na sede em Lisboa o Magnífico Reitor da Universidade de Luanda, Angola, Professor Alfredo Buza, para estreitar relações no âmbito académico e conhecer os diversos programas de mobilidade da AULP.

O Dr. Pedro Anjos, Técnico Mobilidade AULP, informou o Reitor de como decorrem as mobilidades dos estudantes da Universidade de Luanda e a Drª Pandora Guimarães, Gestora de Projetos, deu a conhecer os resultados do Programa Procultura em que os estudantes da Universidade de Luanda conseguiram uma bolsa AULP – Procultura.

O Reitor apresentou a nova página da Universidade de Luanda (https://uniluanda.ao/) e pretende assim fazer a sua instituição ganhar notoriedade académica, mostrando-se bastante interessado em participar nas mobilidades de estudantes e professores. 

Para além disso, discutiu-se a implementação do Programa Procultura+, que tem como objetivo contribuir para a formação das capacidades artísticas e de pensamento crítico dos estudantes dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) – Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe – e Timor-Leste com a finalidade de melhorar a futura empregabilidade destes jovens em atividades geradoras de rendimento no sector cultural nos PALOP e Timor-Leste.

 

 

Novo projeto AULP: ProCTEM+

Novo projeto AULP: ProCTEM+

Novo projeto AULP: ProCTEM+

A AULP apresentou em 2023 duas novas candidaturas à Agência Nacional Erasmus+, tendo obtido aprovação na Acreditação de Consórcio de Mobilidade e posteriormente financiamento para concretização de mobilidades internacionais na área das CTEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática), no valor de 186.010,00€. O ProCTEM+ vai permitir a mobilidade de 54 estudantes e professores entre 8 Instituições de Ensino Superior portuguesas e 10 Instituições de Ensino Superior dos PALOP-TL-Brasil. Estas mobilidades vão decorrer de 2024 até 2026.

Relembramos que a AULP lançou em 2019 o Programa Mobilidade AULP, tendo recebido até à data mais de 3000 candidaturas. Destas, estiveram em mobilidade mais de 200 estudantes. Resultado deste Programa, a AULP desenvolveu parcerias que permitissem angariar bolsas de estudo para os estudantes aceites no Programa Mobilidade AULP. Foi o caso da criação das bolsas de viagem OEI-AULP (Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura), ainda em vigor.

Em 2020, a AULP foi convidada pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. a implementar a ação A1.3 do projeto PROCULTURA PALOP-TL – Promoção do Emprego nas Atividades Geradoras de Rendimento no Setor Cultural nos PALOP e Timor-Leste o que, em parceria com a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) permitiu que a AULP atribuísse bolsas de estudo a mais de 50 estudantes dos PALOP-TL com candidatura aceite no Programa Mobilidade AULP e em áreas disciplinares relacionadas com a Cultura.

Recorde-se que a AULP tem atualmente um projeto aprovado pelo Programa Erasmus+ e que está em fase de implementação. Aprovado em 2022, o projeto ProCultura+ é financiado pela Agência Nacional Erasmus+, com um orçamento de 383.540,00€, e vai fomentar a mobilidade de cerca de 94 estudantes e professores entre 11 Instituições de Ensino Superior portuguesas e 9 Instituições de Ensino Superior dos PALOP-TL. As mobilidades irão decorrer entre 2023 e 2025, tendo sido já concretizadas as mobilidades de 5 estudantes.

Em breve será lançado um site sobre este novo projeto ProCTEM+ onde poderá encontrar mais informações.

Congratulamos as Instituições que fazem parte desta nossa rede e convidamos todos a aderirem à AULP e ao Programa Mobilidade AULP.

 

 

 

 

 

Encontro Anual AULP -2023

Encontro Anual AULP -2023

Encontro Anual AULP -2023

“Nos dias 26, 27 e 28 de junho teve lugar o XXXII Encontro Anual da AULP, tendo a Universidade de São Tomé e Príncipe por anfitriã e o Palácio dos Congressos como por acolhimento. O programa foi dedicado ao tema “Ambiente e Economia Azul”, e foi distribuído em três subtemas: I. Desafios ambientais; II. Benefícios da Economia Azul; III. Educação, Língua e Desenvolvimento Inclusivo, todos enquadrados no principio do Desenvolvimento Sustentável.

26 de junho – Cerimónia de Abertura e início dos trabalhos

O Conselho de Administração reuniu pela manhã no Palácio dos Congressos e discutiu algumas questões necessárias ao funcionamento da associação. A sessão solene de abertura do XXXII Encontro da AULP teve lugar no Palácio dos Congressos em São Tomé e Príncipe, no dia 26 de junho o Presidente da AULP em representação do Reitor da Universidade de Coimbra, João Nuno Calvão da Silva e o Reitor da Universidade de São Tomé e Príncipe, Peregrino Costa, acolheram nos seus discursos de abertura reitores, professores e investigadores provenientes das instituições de ensino superior membros da AULP.

No contexto do programa, foi realizada uma sessão da Agência Reguladora do Ensino Superior ARES – CPLP cujo objetivo foi de abordar a avaliação da qualidade do ensino superior na Lusofonia.

O Tema I – Desafios ambientais teve a moderação da Universidade de Cabo Verde, na pessoa do seu Reitor, José Arlindo Barreto. Após a pausa café, a sessão foi retomada com a presidência da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, Reitor Sebastião António.   

No mesmo dia, foram lançadas as edições de 2023 da Revista Internacional em Língua Portuguesa – RILP e a obra comemorativa que recaiu sobre uma das obras de Francisco José de Vasques Tenreiro (1921-1963), reedição fac-similada da sua obra “A Ilha de São Tomé”. O processo de contato dos herdeiros legais de Francisco Tenreiro foi possível por via da cooperação do seu neto, Dr. Francisco Cabral, que a AULP convidou para estar presente no lançamento da obra.

O dia finalizou com uma receção de boas-vindas no Hotel Pestana São Tomé onde os participantes puderam assistir a um espetáculo de danças típicas.  

27 de junho – Continuação dos trabalhos

O dia 27 de junho abriu com a Sessão da Agência Erasmus +, representada pela sua Diretora Cristina Perdigão. que enriqueceu o encontro e permitiu sinergias positivas para a comunidade académica dos países de língua portuguesa.

A sessão do Tema II – Benefícios da Economia Azul foi presidida pelo Instituto Politécnico de Bragança. Presidente Orlando Rodrigues e o Tema III – Educação, Língua e Desenvolvimento Inclusivo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Reitor José Diniz Melo e Universidade Pedagógica de Maputo, Reitor Jorge Ferrão.

No final, também uma sessão de informação do Centro Ciência LP, representado pela Diretora Executiva, Susana Catita, apresentou o Centro e detalhou as suas iniciativas e oportunidades destinadas em particular a Países Africanos de Língua Portuguesa, em termos de formação avançada, apoio ao desenvolvimento científico e valorização do conhecimento. Pretendeu igualmente posicionar o Centro Ciência LP entre os possíveis parceiros privilegiados em termos da cooperação em ensino superior e ciência, no espaço da língua portuguesa.

O jantar de encerramento teve lugar no Restaurante Celvas com a presença do cantor são-tomense que animou a noite.

28 de junho – Cerimónia de Encerramento 

No último dia do encontro, que somou mais de 40 comunicações e contou com a participação de cerca de 160 participantes de instituições membro da AULP, decorreu a Assembleia Geral da AULP, onde foram aceites as seguintes instituições:  Brasil: Faculdade SESI-SP com apoio de: Universidade Federal do Pampa, Brasil e Universidade Federal do Pará, Brasil; Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais. Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais com o apoio de: Escola Superior de Saúde Santa Maria, Portugal. Universidade Federal de Lavras, com o apoio de: Universidade Federal de Ouro Preto e Universidade Federal de Uberlândia. Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza. Cabo-Verde: Universidade Lusófona de Cabo Verde com o apoio de: Universidade Lusófona e Universidade Lusófona da Guiné. Macau: Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau com o apoio de: Universidade de Macau, Universidade de São José, Universidade de Évora, Universidade de Coimbra. Moçambique: Universidade Aberta com o apoio de: Universidade Licungo, Moçambique, Universidade Zambeze, Moçambique, Universidade Eduardo Mondlane, Moçambique, Universidade Católica de Moçambique, Moçambique. Portugal: Instituto Superior de Gestão com o apoio de: Universidade lusófona, Portugal e Universidade Lusófona da Guiné-Bissau, Guiné-Bissau. Instituto Piaget. São Tomé e Príncipe: Universidade Lusíada de São Tomé e Príncipe com o apoio de: Instituto Universitário de Contabilidade, Administração e Informática e Universidade de São Tomé e Príncipe.

Na sessão de encerramento a Secretária-Geral da AULP, Cristina Sarmento, chamou à mesa alguns dos anteriores presidentes da AULP: João Guerreiro (2005 – 2008), Jorge Ferrão (2011 – 2014) e Orlando da Mata (2017 – 2020), a quem presenteou com uma placa alusiva à AULP. O Presidente da AULP em representação do Reitor da Universidade de Coimbra, João Nuno Calvão da Silva fez um balanço dos 3 dias do encontro e agradeceu o acolhimento da Universidade de São Tomé e Príncipe. O Reitor da Universidade de São Tomé e Príncipe, Peregrino Costa, agradeceu também a presença de todos em São Tomé e desejou um bom regresso a todos aos seus países.

A Ministra da Educação, Cultura e Ciência de S. Tomé e Príncipe, Isabel Viegas Abreu proferiu um discurso de encerramento e entregou a edição de 2022 do Prémio Fernão Mendes ao pesquisador Mário Vicente com a dissertação de mestrado: “Os sobas e a construção de Angola nos séculos XVI e XVII”.

A sessão encerrou com um momento cultural de dança tradicional saotomense. 

 

 

 

 

 

 

Chamada de Artigos RILP 44 e 45: Ambiente e Economia Azul

Chamada de Artigos RILP 44 e 45: Ambiente e Economia Azul

Chamada de Artigos RILP 44 e 45: Ambiente e Economia Azul

A Revista Internacional em Língua Portuguesa (RILP) da Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP) tem uma chamada de artigos aberta até 30 de setembro de 2023 com o tema Ambiente e Economia Azul.

Os artigos aceites serão publicados nas edições de 2024.

Os artigos devem ser enviados através da plataforma OpenJournalSystem (www.rilp-aulp.org) ou, em alternativa, por email para rilp@aulp.org.

Mais informações sobre a revista aqui.

Regras de submissão podem ser consultadas aqui.