Causa e Efeito – RTP África: Entrevista sobre Programa Mobilidade AULP

Causa e Efeito – RTP África: Entrevista sobre Programa Mobilidade AULP

Fonte: Gabinete de Comunicação da AULP, Lisboa, 2019-07-22

No passado dia 19 de julho a Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP) participou no programa semanal de informação Causa e Efeito da RTP África apresentado por João do Rosário. O assunto em destaque foi o Programa Mobilidade AULP e a situação dos estudantes africanos no ensino superior em Portugal. Patrícia Oliveira, responsável pelas relações institucionais da AULP, falou sobre as perspetivas da AULP sobre a mobilidade da ciência e do conhecimento em língua portuguesa.

O Programa Mobilidade AULP é o primeiro programa de mobilidade académica que abrange exclusivamente o intercâmbio de alunos entre instituições dos países de língua oficial portuguesa e Macau (RAEM, China). O sistema de transferência de créditos no espaço lusófono tem sido uma preocupação frequente e alvo de debate nas iniciativas da associação, pelo que este programa dispõe-se a promover a creditação e a qualidade das instituições, a internacionalização do ensino superior, a mobilidade académica, a formação de pós-graduação, de modo a que as instituições de ensino superior estejam em pé de igualdade com outras, quer a nível dos países de língua oficial portuguesa, como do resto do mundo.

Da entrevista participou também Renato Banjaqui, membro da ONG Tchintchor da Guiné-Bissau e estudante no Instituto Politécnico de Beja em gestão de empresas. O debate promoveu uma troca de ideias e de perspetivas sobre as condições de acolhimento de estudantes e sobre as vantagens da mobilidade de pessoas e de conhecimento no espaço da comunidade dos países língua portuguesa.

Ao longo dos seus mais de 30 anos de existência, a AULP teve uma atividade consentânea em prol da mobilidade, mais recentemente e de forma pioneira através do Programa Mobilidade AULP, estimulando a partilha de conhecimento e o sentimento de pertença à comunidade da língua portuguesa. Através do plataforma do site (www.mobilidade-aulp.org) os interessados poderão consultar as instituições aderentes e a oferta ao nível dos projetos.

Sentida a real vontade e adesão das universidade e politécnicos membros da AULP, bem como o seu empenhamento, a AULP está em posição de vantagem na promoção e desenvolvimento deste programa como instituição mediadora por excelência da cooperação interuniversitária. A AULP acompanha o registo e apresentação de candidaturas ao Programa Mobilidade AULP, estando a desenvolver parcerias consistentes com os objetivos do Programa. A cooperação institucional multi-nível de expressão portuguesa constitui umas das vertentes de ação da Associação das Universidades de Língua Portuguesa em prol da mobilidade.

A entrevista está disponível através do link: https://www.rtp.pt/play/p4263/e419437/causa-e-efeito

Entrevista RDP África: Presidente da AULP apresenta Programa Mobilidade-AULP

Entrevista RDP África: Presidente da AULP apresenta Programa Mobilidade-AULP

Fonte: Gabinete de Comunicação da AULP, Angola, 2018-06-07

No passado dia 5 de junho o Presidente da Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP) e Reitor da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, Professor Doutor Orlando da Mata, foi entrevistado pelo jornalista Germano Campos da RDP África, onde anunciou o lançamento do mais recente projeto da associação, o Programa Mobilidade-AULP – a ser aprovado e lançado no próximo encontro anual da associação.

O XXVIII Encontro da AULP irá realizar-se este ano no Lubango, Angola, na Universidade Mandume Ya Ndemufayo, de 18 a 20 de julho de 2018, com o tema Património Histórico do Espaço Lusófono. Ciência, Arte e Cultura. Enquanto Reitor da instituição de ensino, o Presidente da AULP aproveitou a ocasião para convidar estudantes, professores, investigadores e dirigentes das instituições de ensino superior dos países de língua oficial portuguesa e Macau (RAEM) para participarem neste evento anual da associação.

Na entrevista esteve em destaque o Programa de Mobilidade-AULP, “um género de ERASMUS” exclusivo a estudantes de instituições de ensino superior dos países de língua oficial portuguesa e Macau (RAEM), programa pioneiro. O sistema de transferência de créditos no espaço lusófono tem sido uma preocupação frequente e alvo de debate nas iniciativas da associação, pelo que este programa dispõe-se a promover a creditação e a qualidade das instituições, a internacionalização do ensino superior, a mobilidade académica, a formação de pós-graduação, de modo a que as instituições de ensino superior estejam em pé de igualdade com outras, quer a nível dos países de língua oficial portuguesa, como do resto do mundo.

O Presidente da AULP ressalvou que sentida a real vontade e adesão das universidade e politécnicos membros da AULP, bem como o seu empenhamento, a AULP está em posição de vantagem na promoção e desenvolvimento deste programa como instituição mediadora por excelência da cooperação interuniversitária.

Por último, o Professor Doutor Orlando da Mata pediu a todos os estudantes interessados neste programa de mobilidade que estejam atentos à página eletrónica da associação (www.aulp.org) e redes sociais de forma a estarem informados quando é que a plataforma será lançada e estará disponível para aceitar candidaturas (previsto para finais de 2018).

O Professor Doutor Orlando da Mata assumiu a presidência da AULP em 2017, após a presidência da associação ter sido da Universidade de Macau, Professor Doutor Rui Martins (2014-2017) e da Universidade Lúrio (Moçambique), Professor Doutor Jorge Ferrão (2011-2014). Assim foi retomada a presidência angolana, perdida em 2005 após a Presidência do Ex-Reitor da Universidade Agostinho Neto, Professor Doutor João Sebastião Teta no triénio 2002-2005 que, após deixar a Presidência da AULP, assumiu o cargo de Secretário de Estado da Ciência e Tecnologia de Angola.

A entrevista será disponibilizada na integra brevemente.