Saltar para o conteúdo...

Formulário de procura

Close Search
Close Search

Ensino a Distância cresce no IPCB

Fonte: 
Instituto Politécnico de Castelo Branco, Portugal, 2017-12-07

O Instituto Politécnico de Castelo Branco aumentou significativamente o número de alunos matriculados no regime de Ensino a Distância nos cursos de pós-graduação lecionados nas suas escolas superiores.

As primeiras pós-graduações lecionadas no IPCB em regime de Ensino a Distância tiveram início no ano letivo 2015/2016 e contavam, no seu conjunto, com 41 alunos, numa 1ª edição das pós-graduações em Reabilitação Sustentável de Edifícios, Gestão de Negócios e Proteção Civil.

No ano letivo seguinte (2016/2017), além do funcionamento da 2ª edição de duas das três pós-graduações em regime de Ensino a Distância, com um aumento de alunos matriculados, teve lugar a 2ª edição do Curso de Formação de formadores on-line. Dirigido aos docentes do IPCB, e em articulação com a Universidade Aberta, o curso visou a preparação de docentes no sentido de se aumentar a oferta formativa no IPCB.

Presentemente encontram-se a decorrer no IPCB as pós-graduações em Gestão de Negócios, e Proteção Civil, que contam com 55 alunos matriculados.

Está ainda previsto, para o 2º semestre do ano letivo 2017/2018, o funcionamento das pós-graduações em Sistemas de Informação Geográfica, Design e Fabrico Integrado por Computador e a 2ª Edição da Pós-graduação em Reabilitação Sustentável de Edifícios.

Para Carlos Maia “a aposta na formação a distância foi uma decisão estratégica da Instituição, em 2014, sendo o IPCB a primeira instituição pública a estabelecer um protocolo com a Universidade Aberta, no sentido de se avançar para este tipo de formações. Foi inicialmente efetuada formação aos docentes e depois avançou-se para estas formações que permitem chegar a públicos diferenciados, muitos deles já integrados no mercado de trabalho e, como tal, com disponibilidade diferente dos alunos tradicionais que frequentam as aulas em regime presencial”.  A formação a distância dá aos estudantes uma maior liberdade e autonomia na gestão do tempo, uma vez que lhes permite realizar as atividades académicas a partir de qualquer espaço, com maior comodidade e sem a necessidade de deslocações ou cumprimento de horários rígidos. De facto, são muitos os países de origem e/ou residência dos alunos matriculados nas edições das pós-graduações do IPCB como Portugal, Angola, Cabo Verde, Brasil, Suíça e Luxemburgo.

Em termos de formações de base, são várias e heterogéneas as áreas do conhecimento dos alunos: ciências económico-sociais, ciências jurídicas, ciências da engenharia, ciências do comportamento, ciências da saúde, ciências linguísticas, arquitetura, engenharia civil, proteção civil, ciências militares, sociologia e engenharia.

O regime de Ensino a Distância é assim uma aposta ganha da instituição, não só em número de alunos inscritos, como também nos países de origem e das formações de base dos seus alunos.