Saltar para o conteúdo...

Formulário de procura

Close Search
Close Search

Uni-CV co-organiza III Luso-Afro-Brasileiro de Questões Curriculares

País: 
Cabo Verde
Data de início: 
2017-07-06
Data de fim: 
2017-07-07

A Universidade de Cabo Verde em parceria com a Universidade do Minho, Universidade Católica de Petrópolis, Universidade do Estado de Santa Catarina e o Instituto federal do Rio Grande do Norte, organizam a III edição do Colóquio Luso-Afro-Brasileiro de Questões Curriculares, no dia 6 e 7 de julho. O evento inicia-se às 10h30 do dia 6, no auditório do Campus do Palmarejo.

O colóquio vai abordar os temas de Currículo, Internacionalização, Criolidade, Educação e Formação Profissional, entre muitos outros temas ligados ao setor, iniciado por uma conferência com sobre "A história fora da escola - racismo, resistência e desafios identitários".

Está prevista a participação de mais de 30 conferencistas das instituições organizadoras e outras participantes.

O Colóquio Luso-Afro-Brasileiro de Questões Curriculares emergiu após o interesse de pesquisadores do campo curricular, especificamente ao que diz respeito às produções científicas de Portugal, África e Brasil, entenderem que evento poderia ser um espaço de reflexão, discussão e troca de experiências entre diferentes pesquisadores dos países de Língua Portuguesa. O I Colóquio aconteceu em 2014, na Universidade do Minho, em Braga – Portugal, com o tema “Currículo na Contemporaneidade: internacionalização e contextos locais”.

Na segunda edição do colóquio, em 2016, ocorrido na Universidade Federal de Pernambuco, em Recife – Brasil, o principal tema foi “Currículo: entre o comum e o singular”.

Na terceira e atual edição, em 2017, o III Colóquio Luso-Afro-Brasileiro de Questões Curriculares se realizará na Cidade de Praia – Cabo Verde (África), tendo como instituição organizadora a Universidade de Cabo Verde. Neste ano, o tema central do evento é “Educação, formação e Crioulidade”.

O evento conta também com apoios da Fundação para a Ciência e Tecnologia, o Governo de Portugal e a Porto Editora.