Saltar para o conteúdo...

Formulário de procura

Close Search
Close Search

Reitora da Uni-CV é eleita presidente do Conselho de Administração da Universidade Virtual Africana

Fonte: 
Universidade de Cabo Verde, Cabo Verde, 2017-05-23

A Reitora da Universidade de Cabo Verde, professora Doutora Judite Medina do Nascimento, foi eleita Presidente do Conselho de Administração (CA) da Universidade Virtual Africana (UVA), na última reunião do CA realizada na semana passada, em Nairobi, no Quénia.

A Reitora da Uni-CV já exercia o cargo de Vice-reitora para a África Ocidental da UVA desde julho de 2016. A escolha foi realizada de forma unânime, no dia 19 de maio, tendo sido a proposta de candidatura avançada pelo presidente cessante e apoiada pelos restantes membros.

“Vamos continuar a apoiar o Reitor na dinamização da rede e na procura de novas parcerias e patrocínios para o crescimento da rede e consolidação dos compromissos existentes”, afirmou a Reitora.

“A nível da Uni-CV vamos também redinamizar os projectos da área das tecnologias para garantir uma participação mais efectiva e projecção da Universidade de Cabo Verde e das universidades da África Ocidental”, concluiu.

A UVA é dirigida por um Reitor que é contratado por concurso e que administra a rede com uma equipa com residência permanente em Nairobi e com uma delegação em Dakar, no Senegal.

O Conselho de Administração é constituído por Vice-reitorias representantes de todas as regiões africanas do Norte, Sul, Este e Oeste e por dois membros cooptados. Os Vice-reitores são eleitos dentro das suas regiões de referência, tendo eles a capacidade de voto na escolha do presidente do Conselho de Administração.

Este órgão aprova documentos estratégicos, apoia e aconselha o Reitor na gestão estratégica e coadjuva o mesmo na procura de fundos para o desenvolvimento de programas.

A Universidade Virtual Africana (AVU) é uma organização intergovernamental Pan Africana com o objectivo de aumentar o acesso ao ensino superior de qualidade e uso inovador das tecnologias de comunicação e informação. Atualmente conta com cerca de 20 países africanos na rede e 53 instituições parceiras.