Saltar para o conteúdo...

Formulário de procura

Close Search
Close Search

UMinho coordena novo projeto de mobilidade internacional de/para 27 países e dois consórcios Erasmus+

UMinho coordena novo projeto de mobilidade internacional de/para 27 países e dois consórcios Erasmus+
Fonte: 
Universidade do Minho, Portugal, 2017-05-09

No âmbito da candidatura institucional à Ação Chave 1 do Programa Erasmus+ em 2017, a Universidade do Minho obteve financiamento para mobilidades enquadradas no International Credit Mobility (ICM) de/para 27 países parceiros fora da Europa – Albânia, Argélia, Arménia, Bielorrússia, Camboja, Chile, Colômbia, Coreia do Sul, Estados Unidos da América, Indonésia, Japão, Jordânia, Laos, Líbano, Macau, Malásia, Marrocos, México, Mongólia, Moçambique, Palestina, Rússia, Sérvia, Síria, Tunísia, Ucrânia e Vietname – para estudantes, trabalhadores docentes e não docentes.

Ao abrigo da mesma Ação Chave foram aprovados e financiados dois novos consórcios coordenados pela UMinho. O consórcio Joint Academic Mobility Scheme with the MIddle East and South (JAMIES), em associação com as Universidades do Algarve, Nova de Lisboa, Porto e Trás-os-Montes e Alto Douro, pretende responder ao desafio urgente de apoiar o desenvolvimento e modernização de Instituições de Ensino Superior nos países do Médio Oriente e do Sul, organizando fluxos de mobilidade de/para a Jordânia, Líbano, Palestina, Síria e Tunísia. O consórcio UNorte International, especificamente orientado para a mobilidade na Europa de trabalhadores docentes e não docentes, pretende assegurar um quadro de formação duradoura no sentido de promover uma maior competitividade da UMinho, UPorto e UTAD em contextos privilegiados de investigação e inovação.

Estes três projetos inovadores permitirão a execução de cerca de 400 mobilidades com um financiamento próximo de um milhão de euros. Por fim, no âmbito da já habitual candidatura institucional para Países do Programa, a UMinho recebeu um financiamento superior a meio milhão de euros para a realização de mais de 400 mobilidades para estudantes e trabalhadores docentes e não docentes.