Saltar para o conteúdo...

Formulário de procura

Close Search
Close Search

UA e Instituto Confúcio promovem três dias de congresso internacional Portugal-China

UA e Instituto Confúcio promovem três dias de congresso internacional Portugal-China
País: 
Portugal
Data de início: 
2017-02-15
Data de fim: 
2017-02-17

Três dias de debate e diálogo multidisciplinar e multicultural que refletem bem a abrangência e força das relações entre Portugal e a China. É deste modo, que Carlos Morais, um dos dois diretores do Instituto Confúcio da Universidade de Aveiro, carateriza o Congresso Internacional “Diálogos Interculturais Portugal-China”, de 15 a 17 de fevereiro, na Universidade de Aveiro (UA). O diretor não escondeu a surpresa pelo elevado número de participantes ativos nas relações entre os dois países que foi identificando à medida que alargava os contactos e construía o programa do evento.

Sessões plenárias e simultâneas, mesas-redondas, workshops de pintura e caligrafia chinesas, espetáculos musicais e de teatro, atividades paralelas diversas, cinco exposições, das quais se destaca a de instrumentos musicais chineses, que vai estar patente no Museu de Aveiro/Santa Joana, entre 15 de fevereiro e 5 de março. Eis um pouco da multitude de atividades que vão fazer parte do programa Congresso Internacional “Diálogos Interculturais Portugal-China”. O debate vai abranger as mais diversas áreas das relações entre China e Portugal que, recorda Carlos Morais, tem um longo historial de relações com aquele país asiático.

Neste encontro promovido pelo Instituto Confúcio da Universidade de Aveiro, em parceria com os departamentos de Línguas e Culturas (DLC), o Arte e Comunicação (DeCA), Economia, Gestão, engenharia Industrial e Turismo (DEGEIT) e de Ciênias Sociais, Políticas e do Território (DCSPT), participam cerca de seis dezenas de professores, investigadores, estudantes, da UA e de vários outros centros de investigação e instituições de ensino superior, técnicos, representantes associativos, músicos, divulgadores, escritores. Portugueses e chineses. No último dia do congresso, às 10h30, serão divulgados premiados do concurso “Lendas da China – prémio Instituto Confúcio Artes 2016”.

Na sessão de abertura, estão previstas as presenças da secretária de Estado do Ensino Superior e do Embaixador da República Popular da China e os executivos camarários das três autarquias – Aveiro, São João da Madeira e Espinho – parceiras do Instituto Confúcio da UA no ensino de mandarim, vão estar igualmente representados.

Para além de toda esta diversidade de participantes e de conteúdos, também os locais vão ser diversos, embora o ponto central do evento se situe no auditório do Departamento de Comunicação e Arte (DeCA) da UA.

Mais informações sobre o evento: http://blogs.ua.pt/dialogosipc/index.php/pt/sample-page/ .