Saltar para o conteúdo...

Formulário de procura

Close Search
Close Search

UNIVERSIDADE POLITÉCNICA - Homologados cursos a ministrar em 2017

Fonte: 
Jornal O Académico, Angola, 2016-12-01

O Magnífico Reitor da Universidade Politécnica, Professor Doutor Lourenço do Rosário, homologou recentemente os cursos a serem ministrados no ano lectivo de 2017 em cada uma das escolas e institutos da instituição existentes no país.

Assim, a Escola Superior de Altos Estudos e Negócios (ESAEN), com sede em Maputo, projecta abrir em 2017, cinco cursos de mestrado, nomeadamente, Mestrado em Gestão Estratégica de Recursos Humanos, que vai na décima edição, o Mestrado em Administração Pública, já na sua nona edição, Mestrado em Gestão de Empresas, que já tem 15 edições, Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais, que está na quarta edição e Mestrado em Saúde Pública e
Medicina Tropical, em segunda edição. Este último Mestrado funciona em Quelimane, Zambézia, no Instituto Superior de Humanidade e Tecnologias (ISHT).

Na Escola Superior Aberta (ESA) estão homologados para funcionarem em 2017, os cursos de Gestão de Empresas, Gestão de Recursos Humanos, Ciências de Educação, Ciências Jurídicas, Administração Pública e Ensino de História e Geografia, num total de seis cursos. Em relação à Escola Superior de Gestão, Ciências
e Tecnologias (ESGCT), em Maputo, a maior unidade orgânica d´A Politécnica, há a referir que a mesma terá em 2017, treze cursos de licenciatura, nomeadamente, Administração e Gestão de Empresas, Ciências da Comunicação, Ciências Jurídicas, Contabilidade e Auditoria, Economia, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Informática e de Telecomunicações, Gestão Financeira e Bancária, Informática de Gestão, Psicologia e Turismo e Gestão de Empresas
Turísticas.

O Pólo de Xai-Xai tutelado pela Escola Superior de Gestão, Ciências e Tecnologias (ESGCT) vai abrir em 2017 cinco cursos assim nomeados: Engenharia Civil, Gestão Financeira e Bancária Ciências Jurídicas, Contabilidade e Auditoria e Engenharia Eléctrica.

O Instituto Superior Universitário de Tete (ISUTE) deverá abrir em 2017 dez cursos a saber: Administração e Gestão de Empresas, Administração Pública, Ciências Jurídicas, Enfermagem, Engenharia Civil, Engenharia Eléctrica, Engenharia Informática e de Telecomunicações, Engenharia Mecânica e Psicologia.

Por sua vez, o Instituto Superior de Humanidades e Tecnologias (ISHT) em Quelimane, Zambézia, projecta abrir no próximo ano lectivo os cursos de Administração e Gestão de Empresas, Ciências da Comunicação, Ciências Jurídicas, Contabilidade e Auditoria, Economia, Engenharia Civil, Engenharia Eléctrica, Engenharia Informática e de Telecomunicações, Enfermagem e Psicologia Clínica, num total de dez cursos.

Este instituto, perspetiva, m 2017, abrir cursos no período Laboral e introduzir o curso de Economia. A Escola Superior de Estudos Universitários de Nampula (ESEUNA) terá no próximo ano lectivo quinze cursos que são os seguintes: Administração e Gestão de Empresas, Ciências Agrárias, Ciências Jurídicas, Contabilidade e Auditoria, Economia, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia Eléctrica, Engenharia Informática e de Telecomunicações, Engenharia Mecânica, Estudos
de Desenvolvimento, Gestão Financeira e Bancária, Informática de Gestão, Psicologia Clínica e Psicologia Social e Organizacional.

Finalmente, o Instituto Superior Politécnico e Universitário de Nacala (ISPUNA), também na província de Nampula, terá onze cursos em 2017, a saber, Administração e Gestão de Empresas, Contabilidade e Auditoria, Ciências Jurídicas, Gestão de Recursos Humanos, Gestão Financeira e Bancária, Engenharia Civil, Engenharia Eléctrica, Engenharia do Ambiente, Enfermagem, Engenharia Informática e de Telecomunicações e Engenharia Mecânica.

Rigor na formação de turmas e medidas de contingência

Em face da crise financeira e económica do país que afecta as pessoas e as organizações, fonte da Universidade Politécnica indicou ao “O Académico” que
para o ano lectivo de 2017 “haverá maior rigor na abertura de turmas”.

Segundo esclareceu, no presente semestre “foram feitos ajustes estruturais que naturalmente exigem da instituição maior rigor para que não falte ao comprometimento, nomeadamente, salários, serviço de dívida e despesas correntes”.

Acrescentou que devido à crise “os investimentos tiveram de ser suspensos, os equipamentos estão em contingência. Está a ser feita uma restrição muito grande nas despesas correntes, nomeadamente, nos consumíveis, poupança de energia, água, luz, viagens, isto sem perder de vista o objectivo central de “manter a Universidade Politécnica no topo das Universidades do País”.

Assim, por exemplo, da Tabela de Propinas, Emolumentos e Taxas Diversas aprovada para os cursos presenciais de Licenciatura na Escola Superior de Gestão, Ciências e Tecnologia (ESGCT) a vigorar a partir de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro de 2017, constam os seguintes valores: Matricula em qualquer curso 3.620,00 Meticais, Reingresso, 3.850,00 Meticais, Mudança de curso incluindo equivalências, 3.850,00 Meticais. Inscrição em cada semestre em qualquer curso 1.025,00 Meticais.

A referida tabela que discrimina as propinas, emolumentos e taxas foi divulgada a partir do Despacho
número 05/TPE/17 do Magnífico Reitor Professor
Doutor Lourenço do Rosário.